Nutrire: valorizamos quem valoriza você!

Menu

Gostou desse conteúdo? Preencha o formulário abaixo para receber mais novidades exclusivas do nosso blog:

Você gosta de cães ou gatos?

12.02.2020

Planos de saúde para pets, vale a pena ter um?

Você já deve ter ouvido falar nos planos de saúde para pets, certo? Muitos tutores têm dúvidas se vale a pena ou como escolher o mais adequado. Para ajudar nesse processo, a especialista Luana Sartori, veterinária responsável pela Monello Select, separou algumas dicas importantes para esclarecer essas dúvidas.

Como planos funcionam

O primeiro passo é entender como esses planos de saúde funcionam e, claro, fazer a comparação entre eles levando em conta o custo e o benefício de cada um. Alguns oferecem atendimento rápido e eficaz por um valor mais em conta, por isso, é tão importante a pesquisa.

Os planos de saúde para animais possuem a mesma lógica daqueles usados pelos humanos, ou seja, há uma taxa mensal para que haja atendimento, a qualquer hora do dia, com direito a exames, internação, entre outros benefícios. Os preços podem variar dependendo da raça, porte ou idade do pet.

“Algumas empresas vão além e oferecem vacinas, acupuntura, homeopatia, atendimento emergencial, cobertura de parto, implante de microchip e auxílio-funeral, tudo depende do tipo de plano que você deseja”, acrescenta Luana. Geralmente, com raras exceções, as empresas oferecem planos básicos, intermediários e de maior abrangência.

Quanto você gasta?

Antes de contratar um plano de saúde para seu animalzinho, converse com um veterinário e compreenda as necessidades do pet. Como os preços não são exorbitantes, em alguns casos vale a pena o investimento. Uma recente pesquisa, realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), divulgou que os gastos com a saúde de animais de estimação ultrapassam 2 mil reais por ano.

Porém, para Luana, os valores devem ser ainda maiores. “Animais mais velhos, e com doença renal, podem necessitar de exames de imagem a cada seis meses para avaliação dos rins, por exemplo. Fora isso, há todas as necessidades que são emergenciais e surgem sem aviso”, alerta.

Faça as contas

Avaliar a situação é o primeiro passo. “Seu pet tem mais de 7 anos? Apresenta algum problema crônico? Quanto você gasta com a saúde dele em um ano? Responda a essas perguntas e ficará mais fácil decidir pelo plano ou não. Avalie, faça as contas e veja o que se encaixa para o seu melhor amigo e, claro, o que cabe melhor no seu bolso”, indica a especialista.

Voltar
07.12.2018

Já pensou em fazer um plano de saúde para o seu pet?

Leia mais
04.11.2019

PETS: O seu melhor amigo realmente ama você

Leia mais
11.01.2018

As férias chegaram. Levar ou não o mascote?

Leia mais