Nutrire: valorizamos quem valoriza você!

Menu

Gostou desse conteúdo? Preencha o formulário abaixo para receber mais novidades exclusivas do nosso blog:

Você gosta de cães ou gatos?

29.04.2020

PIF: o Coronavírus dos gatos

Hoje vamos falar sobre uma doença que acomete os gatos e merece toda nossa atenção: a Peritonite Infecciosa Felina, mais conhecida como PIF. Esse é o verdadeiro Coronavírus que afeta os gatos, mas nada tem a ver com o Covid-19. Aliás, já falamos aqui que os pets não são transmissores do vírus humano que está aterrorizando mundo.

A PIF, junto da leucemia felina (FeLV), é uma das mais temidas por não ter cura, ser altamente contagiosa e de diagnóstico difícil. Causada por uma variante mutante do Coronavírus Entérico Felino, a doença gera um processo inflamatório grave no peritônio - membrana interna da cavidade abdominal.

O vírus acomete principalmente felinos com até dois anos de idade, especialmente os que vivem em abrigos. Os principais sintomas da PIF são: febre, perda de peso e falta de apetite. No entanto, sinais neurológicos também podem aparecer por conta da doença

Como prevenir a PIF?

O contágio ocorre normalmente por via fecal-oral. Ou seja, um felino saudável pode ser infectado com muita facilidade. Não há muitas formas de prevenir a doença, mas alguns cuidados podem ajudar:

  • Mantenha seu gatinho protegido em casa, pois a rua é uma grande fonte de contaminação, além de ser um perigo para a segurança do seu pet.
  • Se você tem mais gatos em casa e há suspeita da doença em um deles, separe o pet dos outros gatos, isso também evita a transmissão

Diagnóstico difícil

Vale ressaltar que nem todos os felinos portadores do vírus desenvolverão a PIF. Para detectar a doença, exames clínicos, laboratoriais, ultrassom e teste sorológico são necessários, mas a doença só será confirmada através de autópsia.

Como não tem tratamento, os veterinários lutam para deixar o animal sem dor. Manter o pet confortável é a medida mais correta nesses casos de manifestação da doença.

Proteja seu pet evitando que tenha acesso às ruas, mantenha as vacinas em dia e leve-o regularmente a um veterinário de confiança.

Voltar
27.04.2018

Birbo é parceira da rádio MIX

Leia mais
04.05.2018

Cuidados na alimentação da cadela gestante e lactante

Leia mais
05.03.2020

Pets nos condomínios: dicas para boa convivência

Leia mais