Nutrire: valorizamos quem valoriza você!

Menu
27.07.2018

As vacinas do seu pet estão em dia?

Olá queridos leitores, tudo bem com você e seu pet? Que tal falarmos hoje sobre um assunto que protege você e o seu amiguinho? Então, vamos lá!

Quando recebemos um novo animalzinho em nossa casa, sendo ele filhote ou adulto, surge aquela dúvida, “E as vacinas?”

A vacinação de cães e gatos é a forma mais eficaz de prevenir as principais doenças infecciosas, como a Cinomose em cães e a Rinotraqueíte em gatos. E, ainda, é uma ferramenta importante para evitar as chamadas zoonoses, que são doenças como a raiva e a leptospirose que podem ser transmitidas dos animais para os humanos.

É através do protocolo completo de vacinação, que os nossos queridos pets adquirem imunidade para que, caso entrem em contato com essas doenças, seu organismo possa se defender e bloqueá-las.

No protocolo de vacinas de gatos filhotes, geralmente são usadas duas doses da vacina polivalente (Tríplice, Quádrupla ou Quíntupla)*, com início aos 60 dias de idade, e com intervalo de 21 dias. Ainda nesse protocolo, incluímos a vacina contra a Raiva, que deve ser feita junto com a última dose da polivalente, ou até os 6 meses de idade.

Já nos cães filhotes, esse esquema de vacinas é um pouco diferente, nestes são indicadas 3 doses da vacina polivalente (V7, V8, V10 e V11)**, iniciando aos 45 dias de vida, e também com intervalos de 21 dias. Nos cães também incluímos a vacina da raiva com a última dose, ou até os 6 meses. Para os cães ainda existem as vacinas contra Traqueobronqueíte Infecciosa (“Tosse dos Canis”) e Giardíase Canina, que são indicadas duas doses, associadas a segunda e terceira dose da polivalente. Abaixo, explico melhor quais as doenças cada vacina ajuda a previnir. 

É importante lembrar que a proteção vacinal dos nossos pets não acaba por aí, os cães e gatos adultos necessitam de doses anuais de reforço das vacinas polivalentes e da raiva, para assim mantê-los imunes durante toda a vida. Também é interessante saber que os protocolos de vacina podem variar, conforme as necessidades específicas e também aos diferentes laboratórios. E não esqueçam, estes procedimentos devem ser realizados somente pelo médico veterinário.

Falando dos nossos amigos pets, é fácil associar a rabos abanando, lambidas, brincadeiras e muito amor, né? Por isso, precisamos cuidar da saúde desses que, não importando o nosso bom ou mau humor, a nossa tristeza ou felicidade, estão sempre nos esperando cheios de alegria e carinho, já na porta de casa.

Saiba mais sobre as principais vacinas e quais doenças ela imuniza o pet

* Tríplice: Panleucopenia, Rinotraqueíte e Calicivirose / Quádrupla: Panleucopenia, Rinotraqueíte, Calicivirose e Clamidiose / Quíntupla: Panleucopenia, Rinotraqueíte, Calicivirose, Clamidiose e Leucemia.

** V7: cinomose, adenovírus tipo 2, parainfluenza, parvovirose e leptospirose / V8: Cinomose, parvovirose, hepatite infecciosa, adenovirose, coronavirose, parainfluenza e leptospirose (L.canicola e L.icterohaemorrhagia) / V10: cinomose, parvovirose, hepatite infecciosa, adenovirose, coronavirose, parainfluenza e leptospirose (L.canicola, L.icterohaemorrhagia, L. grippotyphosa e L. pomona ) / V11: cinomose, parvovirose, hepatite infecciosa, adenovirose, coronavirose, parainfluenza e leptospirose (L.canicola, L.icterohaemorrhagia, L. grippotyphosa, L. pomona e L. copenhageni.)

Até a próxima!

Luana Walendorff Sartori
Médica Veterinária, formada pela UPF Universidade de Passo Fundo.
Gestora Técnica Comercial na Nutrire.
 

Voltar
15.06.2018

Dois novos sabores na Birbo Gatos

Leia mais
20.07.2018

A Importância da proteína na alimentação dos pets

Leia mais
26.01.2018

Como escolher a ração ideal para o seu gato?

Leia mais